Settings

Caminho do ninja amador (nível II). Missão 04: hífen (parte III)

Olá, pequenos gafanhotos!


Aqui estou eu, Letícia Silveira, com mais uma missão para vencermos juntos. Espero que todos tenham tido um ótimo ano e que o encerrem com altíssimas notas em Português! Aliás, mais importante do que isso, é que vocês encerrem com certo contentamento por terem aprendido ensinamentos com as nossas missões e que tenham crescido em suas escritas. E como foram de Natal e Ano-Novo?!

Aliás, quero comentar algumas coisas: não se assustem porque, no momento, a Liga dos betas está com as inscrições suspensas, mas é só temporariamente, ok? A nossa querida Cyndi está de férias e por isso não tem como receber as inscrições, mas avisaremos quando o processo se reestabelecer. E aqueles que quiserem contactar um beta para acompanhar suas histórias, antes de fazê-lo, leiam sobre o que um beta faz no seguinte link:
http://ligadosbetas.omeuforum.net/n81-betas-o-que-sao-e-o-que-fazem

Quando vocês acessarem os classificados da liga, não se esqueçam de atentar para a disponibilidade, o fandom e o gênero de que o beta gosta, isso costuma pesar na aceitação do processo: http://ligadosbetas.omeuforum.net/t9-classificados-lista-dos-beta-reader.

Agora, sim, podemos ir à nossa missão. Vamos continuar com o nosso amigo hífen? Para alguns, ele pode até ser um inimigo, mas, lendo calmamente e prestando atenção, alcançaremos o calcanhar de aquiles desse gigante. Vamos à prova:

Caminho do Ninja Amador: Missão 05.
A formação do plural de compostos com hífen.

A nossa missão de hoje trata de como formamos o plural das palavras que possuem hífen. Afinal, são guardas-noturnos ou guarda-noturnos? Esse Português nos apronta cada uma, viu! Bem, para desfazer essas dúvidas, então, vamos à missão, ninjas noobs.

1. Os termos sem hífen atuam como substantivos simples (levam o "s" apenas no final).

Girassol, Girassóis
Pontapé, pontapés
Infraestrutura, infraestruturas


2. Quando o primeiro elemento for um verbo ou for uma palavra invariável (que não possui plural) e se o segundo elemento for um substantivo (as coisas) ou um adjetivo (o que caracteriza as coisas); só o segundo termo ficará no plural.

Observação: lembrando que podemos ver quando é um substantivo ao pegar a palavra e colocar entre "o" ou "a" e o verbo "é". Por exemplo, "o carro é", "a bomba é", "o caminhão é", "a pipa é", "o tamanduá é" e "a bandeira é". Assim, se a palavra conseguir encaixar no meio, ela é um substantivo.

A) Verbo + Substantivo/Adjetivo = guarda-chuvas.

Relembrando que o verbo é uma ação e, quando está no seu infinitivo, termina em "R" (-AR, -ER, -IR).

Guarda-chuvas e guarda-roupas ("guarda" vem do verbo "guardar")
Beija-flores ("beija" vem do verbo "beijar")
Cata-ventos ("cata" vem do verbo "catar")
Vira-latas ("vira" vem do verbo "virar")


B) Palavra invariável + Substantivo/Adjetivo = abaixo-assinados.
Observação: Abaixo-assinados = "abaixo" é uma palavra invariável = não existe "eles estavam abaixos da escada".
Sempre-vivas (não existe "sempres"; então, é uma palavra invariável)
Ex-esposas (não existe "exes"; logo, é uma palavra invariável)


3. Quando o primeiro elemento for um uma palavra repetida ou for uma palavra onomatopaica, só o segundo termo ficará no plural.

A) Palavra repetida + Palavra repetida = quebra-quebras.


Corre-corres
Quebra-quebras
Blá-blá-blás
Tico-ticos

Observação: quando a palavra repetida for um verbo, podemos colocar ambas as palavras no plural: corres-corres e quebras-quebras. É uma opção.

B) Palavra onomatopaica + Palavra onomatopaica = tique-taques.

O nome "onomatopaica" vem da figura de linguagem chamada Onomatopeia. Ela ocorre quando se nomeia algo a partir do som feito por esse objeto. Por exemplo, o relógio faz "tique-taque" e, daí, vem a palavra.

Tique-taques
Pingue-pongues
Toque-toques


4. Quando os dois elementos forem variáveis (substantivos, adjetivos e numerais), ambos os termos ficarão no plural.

A) Palavra variável + Palavra variável = guardas-noturnos.*

*Observação: aqui, "guarda" não vem de "guardar". Observe que antes guardava roupas (guarda-roupa) e "guardava" a chuva (guarda-chuva). Agora, "guarda" é o homem que cuida e "noturno" apenas está caracterizando-o.

Quartas-feiras
Obras-primas
Gentis-homens


5. Quando os dois elementos forem ligados por preposição, só o primeiro termo ficará no plural.

Lembremos que preposição é um termo que liga duas palavras. São preposições: a (lembram que a preposição A com o artigo A forma a crase?), antes, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás.

A) Palavra + Preposição + Palavra = mulas-sem-cabeça.


s-de-moleque
Pimentas-do-reino
Bicos-de-papagaio*

*Aqui é a espécie da planta. A doença não possui hífen conforme vimos na primeira missão do hífen.

Observação: a preposição pode estar oculta em um termo composto. Por exemplo: cavalo-vapor (cavalo à vapor). O seu plural é cavalos-vapor como no caso com preposição.

6. Quando houver uma expressão substantivada, o termo será invariável.

Uma expressão substantivada seria, por exemplo, o louva-a-deus. O inseto "louva-a-deus" ganhou esse nome por parecer estar louvando a Deus, uma expressão que já se tornou um substantivo (no caso, o nome do animal). Assim, o plural de louva-a-deus são os louva-a-deus. Estranho, não é?

7. Quando o primeiro elemento for um verbo e o segundo elemento for um advérbio*, ou for um substantivo no plural, ou for um outro verbo com significado contrário, o termo composto permanecerá invariável.

*O advérbio indica as circunstâncias em que ocorre a ação do verbo. É algo invariável sempre.

A) Verbo + Advérbio / Substantivo no plural = os bota-fora.

Aqui, apenas o artigo irá para o plural.

O saca-rolhas e os saca-rolhas
O louva-deus e os louva-deus
O salva-vidas e os salva-vidas


B) Verbo + Verbo com significado contrário = os perde-ganha.

Aqui, o artigo também será o único a ir para o plural.

O vai-volta e os vai-volta
O perde-ganha e os perde-ganha


8. Quando o primeiro elemento for grão, grã ou bel, apenas o segundo termo ficará no plural.

A) Grão, grã ou bel + Palavra = grão-duques.

O bel-prazer e os bel-prazeres
O grão-mestre e os grã-mestres
O grão-fino e os grã-finos


9. Quando o segundo elemento especificar a função ou o tipo do primeiro elemento ou for semelhante ao termo anterior, recomendamos* flexionar apenas o primeiro termo.

*Recomendamos apenas porque alguns autores apontam a flexão de ambos os termos: palavras-chaves, pombos-correios, decretos-leis, mangas-rosas...
Celso Cunha e Lindley Cintra, na Nova Gramática do Português Contemporâneo (Ed. João Sá da Costa, Lisboa, 14.ª ed., 1984, p. 188), consideram que o plural é navios-escola, porque "o segundo termo da composição é um substantivo que funciona como determinante específico". Já o dicionário Houaiss afirma, na definição da locução determinante específico, que este "tanto pode ser invariável como flexionar-se quanto ao número: aviões-tanques, operários-padrão".

A) Palavra + Palavra que especifica a função ou o tipo da primeira = palavras-chave.

Os pombos-correio (eles são pombos que servem como correio; então, há a especificação da função do pombo)
Os peixes-espada (aqui há a especificação do tipo de peixe; logo, só o primeiro termo possui "s")

B) Palavra + Palavra semelhante à primeira = decretos-lei.

Os decretos-lei (pois decretos já são decisões das autoridades, parecidos com as leis)


10. O caso dos adjetivos compostos*: normalmente, apenas o último elemento concorda com o substantivo a que se refere; os demais ficam no singular e na forma masculina.

*Caracterizam algo com mais de uma palavra. Por exemplo, abaixo, verde-claro está caracterizando os olhos.

A) Adjetivo composto = olhos verde-claros

Calças azul-escuras
Paredes verde-claras

B) Adjetivo composto vindo de um substantivo = camisa rosa-claro

Quando houver um adjetivo composto, originado a partir de um substantivo, ele ficará invariável, não flexionará nenhuma de suas partes. Por exemplo, "rosa", originalmente, veio da cor da flor; logo, vamos ao nosso truque: "a rosa é" = substantivo. Então, quando pegamos um substantivo para caracterizar algo, não o colocamos no plural, ele fica no singular e na forma masculina. Veja exemplos:

Telhados marrom-café ("O café é" = substantivo)
Camisas verde-água ("A água é" = substantivo)

Observação:
aqui vimos que os adjetivos compostos substantivados nunca vão para o plural. Vocês se surpreenderiam se eu dissesse que, mesmo quando não é um adjetivo composto, quando é apenas um substantivo adjetivado, ela também não irá para o plural, será invariável. Por exemplo, as camisas cinza foram lavadas ("a cinza é" = substantivo). Observei os carros amarelos ("o amarelo é" = não dá = não é substantivo) e as motos vinho ("o vinho é" = substantivo).

Exceções
(sim, eu também odeio essa palavrinha):

- adjetivos compostos sempre invariáveis, que nunca vão para o plural: azul-marinho, azul-celeste e ultravioleta.

- adjetivos compostos que flexionam os dois termos para o plural: surdo-mudo (os surdos-mudos) e pele vermelha (os peles-vermelhas).

*******

Aprovaram a matemática do Português? Mas aposto que não a fixaram ainda. Logo, vamos visualizar o resumo da nossa rápida missão:

Formação dos plurais dos compostos com hífen
O composto terá apenas o primeiro termo no plural:
1. Quando os dois elementos forem ligados por preposição.

Palavra + Preposição + Palavra = mulas-sem-cabeça.
2. Quando o segundo elemento especificar a função ou o tipo do primeiro elemento ou for semelhante ao termo anterior. (Esse é o caso em que recomendamos o uso apenas no primeiro termo.)

A) Palavra + Palavra que especifica a função ou o tipo da primeira = palavras-chave.

B) Palavra + Palavra semelhante à primeira = decretos-lei.
O composto terá apenas o segundo termo no plural:
1. Quando o primeiro elemento for um verbo ou for uma palavra invariável e se o segundo elemento for um substantivo ou um adjetivo.

A) Verbo + Substantivo/Adjetivo = guarda-chuvas.

B) Palavra invariável + Substantivo/Adjetivo = abaixo-assinados.
2. Quando o primeiro elemento for um uma palavra repetida ou for uma palavra onomatopaica.

A) Palavra repetida + Palavra repetida = quebra-quebras.

B) Palavra onomatopaica + Palavra onomatopaica = tique-taques.
3. Quando o primeiro elemento for grão, grã ou bel.

Grão, grã ou bel + Palavra = grão-duques.
4. No caso dos adjetivos compostos: normalmente, apenas o último elemento concorda com o substantivo a que se refere.

Adjetivo composto = olhos verde-claros
O composto será invariável:


Exemplos:
1. Quando houver uma expressão substantivada. Os louva-a-deus.
2. Nos adjetivos compostos que são formados a partir de substantivos. As roupas cinza-claro.

Adjetivo composto vindo de um substantivo = camisa rosa-claro

3. Quando o primeiro elemento for um verbo e o segundo elemento for um advérbio, for um substantivo no plural ou for um outro verbo com significado contrário. Os saca-rolhas

A) Verbo + Advérbio / Substantivo no plural = os bota-fora.
B) Verbo + Verbo com significado contrário = os perde-ganha.

Ambos os termos ficarão no plural:
1. Quando os dois elementos forem variáveis (substantivos, adjetivos e numerais), ambos os termos ficarão no plural.

Palavra variável + Palavra variável = guardas-noturnos.*

E então? O que acharam da missão de hoje? Espero que as dúvidas tenham sido esclarecidas e que os ninjas tenham tido um feliz Natal e um ótimo Ano-Novo. Beijos,

Letícia Silveira e Lady Salieri.